quarta-feira, 29 de junho de 2016

Progressive Cafe: O novo canal do Bom Programador


Curta nosso novo canal sobre Rock Progressivo, juntamente com nosso outro blog: http://progressive.cafe. Tudo sobre Progressivo psicodélico, Metal progressivo e outros estilos relacionados, com uma visão pessoal de quem viveu isso desde o início.

E em breve teremos nossa App Mobile, cujo código fonte estará disponível para vocês, aqui, no Bom Programador!

Por que Bom Programador gosta de Música!

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Em breve: Tutorial sobre Light Java, com Dropwizard e Angular 2.0


Light Java é a nova filosofia do Bom Programador! É uma nova maneira de usar a plataforma Java, com menor complexidade acidental e, portanto, menor consumo de recursos. Em breve, mostrarei um novo tutorial dessa plataforma usando Dropwizard e Angular 2.0. Aguarde.

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Amadorismo, nível: Épico

Eu devo ter jogado pedras na cruz... Só isso mesmo para me colocar sempre diante de amadores!
A bronca agora, é pela quantidade imensa de besteiras que eu tenho visto, sendo apresentadas como "produtos"!

Diante da evolução da tecnologia, qualquer idiota consegue reunir, em pouco tempo, recursos antes impensáveis. E, com algum "malabarismo" tecnológico, cria um Frankenstein, o qual apresenta como "produto".

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Conheça o projeto Inovar e cadastre sua empresa

A indústria de software nacional tem um grande potencial de crescimento. No entanto, para que possa transformar esse potencial em realidade, precisa ter a capacidade de inovar constantemente em termos de produtos, serviços, processos, e práticas mercadológicas, de forma eficiente e eficaz.
Nosso projeto de pesquisa tem por objetivo principal ajudar as micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) de software brasileiras a se tornarem mais competitivas, num mercado a cada dia mais globalizado e mais exigente.


Seus objetivos específicos são:
  1. criar meios para que as MPMEs  desenvolvedoras de software possam comparar sua situação às médias de mercado, num processo contínuo e totalmente gratuitode benchmarking;
  2. identificar e avaliar a importância relativa dos principais fatores que influenciam a inovação, o desempenho e a competitividade dessas empresas;
  3. prover continuamente informações sobre o setor de desenvolvimento de software para que as empresas possam avaliar suas estratégias e ações, de forma a melhorar seu faturamento, fatia de mercado e capacidade de inovação;
  4. sugerir o aperfeiçoamento de políticas públicas de fomento da indústria de software brasileira.
O projeto é totalmente financiado pelo CNPq/Capes e FAPERJ, e não tem fins lucrativos. A participação não envolve quaisquer custos para as empresas.

domingo, 3 de abril de 2016

Tá difícil

G

É, meus amigos, a crise chegou ao Bom Programador... Tá muito difícil manter o blog, de forma isenta a agnóstica de tecnologia. Eu retirei até os anúncios do Google AdSense, porque considerei que eles feriam a imparcialidade que eu queria manter.

A ideia era ser sempre imparcial, mostrando cursos, tutoriais, projetos e artigos de interesse geral, porém, fazer essa atividade, sem receber remuneração, está muito difícil. Tenho que trabalhar muito e, para piorar, a queda nas vendas dos livros, causada pela crise econômica, estão me impedindo de dedicar o tempo que eu preciso ao Blog.

Eu havia pensado em alguns produtos "premium", como a app móvel do Bom Programador, de modo a custear o Blog, mas as empresas não estão investindo nesse tipo de marketing, ainda mais se eu insistir nessa linha de "isenção tecnológica".

Então, peço a vocês um pouco de calma. Alguns leitores estão cobrando pela continuidade de artigos e tutoriais, e eu estou tentando atender. Como a renda caiu, estou tendo que trabalhar mais para poder me manter.


sábado, 26 de março de 2016

Falhar é preciso!



Quem me conhece sabe que eu sou um crítico contumaz dos, assim chamados, "métodos ágeis". Eu já expliquei os motivos das minhas críticas, e já deixei claro que não sou contra a ideia, mas contra a sua incorreta aplicação.

Bem, hoje eu queria falar um pouco sobre algo que me incomoda muito em equipes "Scrum": a maquiagem de "Sprint".


quinta-feira, 10 de março de 2016

Vida de escritor...

Caros, 

Resolvi escrever isso por que venho sendo cobrado pela minha produção de livros. Os amigos e os leitores, frequentemente, perguntam quando sairá o próximo livro, ou sobre quais serão os tópicos abordados etc.

Eu gostaria de responder afirmativamente a estes questionamentos, porém, não tenho certeza de que continuarei a escrever livros.

A pirataria é o maior motivo. Há PDFs dos meus livros circulando livremente por aí, e isto reduz consideravelmente a minha remuneração, tornando esta atividade desinteressante. Alguém poderia argumentar, dizendo que é a inflação, mas, na verdade, é a pirataria mesmo. 

Eu estou recebendo cerca de 1/4 do que eu recebia há uns 5 anos, e resolvi investir em pesquisa. Contratei  uma pessoa que faz este tipo de pesquisa, e recebi um relatório bem interessante, contendo a quantidade de downloads e os principais trabalhos meus que estão por aí, seja na internet normal ou na "deep web". Se eu tivesse recebido pelo menos 1% sobre a venda desses PDFs, estaria milionário. 

Eu escrevo por que preciso. O dinheiro dos livros faz falta, portanto, tenho que substituí-lo por putras atividades, como lecionar, por exemplo.

Existem alternativas, como passar a publicar no exterior, e em inglês, coisa que estou considerando, afinal, como o Mercado é melhor, mesmo com a pirataria, eu ganharia algum din-din.

No Brasil, não dá mais para escrever livros. É uma pena...

Então, sinceramente, não sei se publicarei mais algum livro no Brasil.